BBC: Garoto albino sequestrado do quarto dele

11 July, 2018

Leia online: https://www.bbc.co.uk/news/live/world-africa-44763620

-

Garoto albino sequestrado do seu quarto

José Tembe

BBC Africa, Maputo

Um menino albino de 10 anos foi raptado da sua casa no norte de Moçambique.

As pessoas com albinismo em Moçambique são frequentemente caçadas devido à crença de que as poções feitas a partir de partes do seu corpo podem trazer boa sorte e riqueza.

Pires Ernesto disse que ele foi sequestrado nas primeiras horas da manhã de segunda-feira, enquanto estava no turno da noite.

Os sequestradores cavaram um buraco na parede da sua casa em Lichinga, na província do Niassa, e foram directamente para o quarto, onde os seus quatro filhos dormiam.

Apenas seu albino foi levado embora, ele disse.

O porta-voz da polícia de Niassa, Alves Mate, disse que o assunto estava sob investigação e foi ajudado pelo Serviço Nacional de Investigação Criminal (Sernic).

-

O governo moçambicano tem a obrigação legal de garantir que os seus cidadãos tenham acesso a cuidados de saúde (http://www.hifa.org/about-hifa/hifa-universal- saúde-cobertura e nos direitos humanos). Isso inclui medidas para neutralizar as crenças tradicionais prejudiciais, como a crença de que as partes do corpo das crianças albinas e a riqueza da boa sorte.

O que o governo de Moçambique está fazendo para acabar com esses assassinatos? O que mais deveria estar fazendo?

Muitas felicidades, Neil

**Peço desculpas que eu não falam Português. As minhas mensagens são traduzidas com o Google Translate.**

Perfil HIFA-pt: Neil Pakenham-Walsh é o coordenador da campanha HIFA (Healthcare Information For All) e codiretor do Global Healthcare Information Network. Atualmente é presidente da Fundação Dgroups (www.dgroups.info), uma parceria de 23 organizações internacionais para o desenvolvimento que promove o diálogo para a saúde e desenvolvimento internacional. Neil começou sua carreira como médico na Inglaterra e o Reino Unido, e tem experiência em trabalhar numa área rural do Peru e Equador. Durante os últimos 20 anos, está comprometido com o desafio global de melhorar o acesso e a disponibilidade de informação de saúde confiável e atual para profissionais de saúde de países de baixa e média renda. Seus interesses estão relacionados com plataformas de comunicação interdisciplinares que contribua para o desafio do desenvolvimento internacional. Neil trabalhou com a Organização Mundial da Saúde, o Wellcome Trust, Medicine Digest e INASP (Rede Internacional para a Publicação e Promoção da Ciência). neil.pakenham-Walsh AT ghi-net.org